Auxílio Emergencial será retomado se houver 2ª onda de covid-19

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta quinta-feira (12) que o governo pode prorrogar o auxílio emergencial caso o Brasil sofra uma 2ª onda de covi-19. Nessa hipótese, ele confirmou que as medidas de contenção do vírus serão as mesmas.

No entanto, o ministro espera que os gastos sejam reduzidos. “Em vez de 10% do PIB (Produto Interno Bruto), talvez gastemos 4%”, prevê o ministro. Embora tenha garantido que o Executivo está preparado para reagir contra a covid-19 novamente, Guedes esclareceu que a prorrogação do auxílio emergencial não é o plano prioritário. Isso porque, apesar do crescente número de casos, o governo não espera uma 2ª onda.

Leia mais…

Max Blanc

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo Profissional, Gestão Google ADS e Otimização de Site

Criador do Marketing Para Médicos - Leads para Médicos

LinkedIn

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp